Terça-feira, 27 de Abril de 2021

História: "Bojador, o fim do Mundo"

 Hoje recordámos a história de Vasco da Gama, quando descobriu o caminho marítimo para a Índia, que já tínhamos ouvido. Na sequência do tema dos Descobrimentos estivemos a ouvir a história: “Bojador, o fim do Mundo”. Esta história fala da viagem de Gil Eanes ao Cabo Bojador em África. Conversámos sobre a história. Vimos o Padrão dos Descobrimentos. Vimos algumas imagens sobre o continente Africano

18468646_SNvdH.jpg

OIPIKWEOD61.jpg

- J.: “O monstro marinho estava na areia. Eles foram de viagem para África.”

- B.: “Afinal não havia monstros marinhos. Contavam histórias sobre monstros marinhos. Nessa altura havia caravelas. Eles tinham medo do Bojador.”

- Gb.: “O Gil tinha sonhos esquisitos. “

- M.: “Gostei daquele monstro. Eles foram à procura dos monstros. Não encontraram nenhum. Gosto do barco grande, a caravela.”

- C. M.: “Eles foram andar de barco. Nessa época não havia monstros.”

- T.: “Não havia monstros. Eles foram lá e não encontraram nenhum. Disseram que os monstros engoliam os barcos.”

- Rt.: “O Gil Eanes quando estava a dormir tinha sonhos estranhos donde não conseguia sair. Depois apareceu o amigo. Ele encheu-se de coragem e foi para África. Quando eles chegaram lá não havia monstros. Tornou-se uma pessoa importante!”

Combinámos ver vídeos de danças tradicionais africanas e conhecer outras histórias dos navegadores portugueses. 

CBC às 13:35
| comentar | favorito
Quarta-feira, 21 de Abril de 2021

Ballet

Depois de vermos as Bailarinas na pintura, na semana passada, estivemos a ver um vídeo de um bailado chamado “Coppélia” de Leo Delibes. Gostámos imenso de ver e de ouvir a música. Discutimos sobre o que é um bailado.

R73aee263f7bc6196913ae2061e4d73b8.png

Percebemos que um bailado tem uma história e que as personagens representam a dançar ballet. Ouvimos a história deste bailado “Coppélia”.
Resumo da história:
Swanilda, a jovem mais bonita da aldeia onde vive, está noiva de Franz.
Certo dia ele fica encantado por uma menina que todas as tardes está a ler à janela da casa do Doutor Coppelius, um senhor que fabrica brinquedos e é conhecido por ser bruxo. Ele faz de tudo para chamar a atenção dela. Swanilda percebe e promete vingar-se. Ela acaba por interrogar Franz sobre o acontecido, durante uma discussão.
Muda a cena. Na praça, os camponeses estão a dançar a enquanto Swanilda e Franz fazem um encontro forçado pelos amigos. Os jovens e Franz decidem fazer uma brincadeira com doutor Coppelius, na qual a sua chave fica caída no chão. Então Swanilda e as suas amigas pegam nela e entram na casa do Doutor Coppelius.
Elas descobrem que as pessoas que encontram lá são, na verdade, bonecos mecânicos em tamanho real. Elas dão corda aos bonecos e observam eles a movimentar-se. Swanilda encontra também Coppélia, a tal menina dedicada à leitura, atrás de uma cortina, e descobre que ela também é uma boneca.
Coppelius entra e vê as raparigas. Vários bonecos e bonecas dançam. Ele fica furioso com elas, não somente pela invasão, mas também por perturbarem a sua oficina. Põe-nas para fora e começa a arrumar a confusão. Mas vendo Franz pela janela, Coppelius convida-o a entrar. O inventor deseja dar vida a Coppélia mas, para isso, necessita de um sacrifício humano. Ele pretende transferir o espírito de Franz para Coppélia, por meio de artifícios mágicos. Dá-lhe uma bebida, que o deixa adormecido, e começa a preparar a sua magia.
No entanto o Dr. Coppelius não expulsou todas as meninas. Swanilda ainda está lá, escondida atrás de uma cortina. Ela se veste com as roupas de Coppélia e finge ser ela que se tornou viva. Acorda Franz e ativa todos os bonecos para facilitar sua fuga. Dr. Coppelius fica confuso, e triste ao encontrar Coppélia sem vida, atrás de uma cortina.
Swanilda e Franz estão para se casar, quando o Dr. Coppelius aparece, furioso. Consternada por causar tantos problemas, Swanilda oferece seus dotes em troca do perdão. Mas Franz pede que ela não faça isso, pois ele próprio pagará ao Dr. Coppelius. Swanilda e Franz estão casados e toda a cidade comemora a dançar.

R45269fa3546ec557e5e90f8df36cbc39.jpg

Rb15b3fac8a938d586d6c955b5a3c9c52.jpg

Gostámos imenso!

No fim a Camila mostrou-nos o seu fato de ballet e alguns passos que faz nessas aulas. Queremos aprender com ela e com o vídeo que vimos.

124433617_689942581894748_6510392718775668077_n.jp

Combinámos fazer um pequeno bailado a partir de uma pequena história sobre fadas e animais da floresta. Discutimos as personagens, o cenários e as roupas que vamos precisar.
Depois mostramos e contamos-vos mais!

 

CBC às 08:53
| comentar | favorito
Sexta-feira, 16 de Abril de 2021

Bailarinas na Pintura


Edu Malta.jpgBailarina, Eduardo Malta, 1953

Auto ret. Ed Malta.jpg

Pintor Eduardo Malta
Duas-Dançarinas-no-Palco.-Edgar-Degas.-1874.jpgDuas Bailarinas, 1874, Edgar Degas


ee69d6efba83ee05dd4a2b321bde30bc.jpg

A Estrela, Edgar Degas

160582_poster_l.jpgPrimeira Bailarina, 1878, Edgar Degas

 

Estivemos a ver algumas pinturas de bailarinas de Eduardo Malta, pintor português e de Edgar Degas, pintor francês.

Ouvimos falar sobre os pintores e as pinturas. Discutimos as pinturas.

- J.: “O Degas pintou quatro pinturas. O Eduardo Malta também pintou bailarinas. As bailarinas estão a ensaiar, estão a preparar-se para dançar.”

- C. F.: “Eu gostei das bailarinas. Eu gostei da que está em cima as dançar. Eu gostei do senhor que tem o casaco castanho. Gostei das bailarinas a ensaiarem e da que está encostada à janela.”

-Rl: “Gostei das bailarinas que estão de azul e das de branco.”

- B.: “Eu gostei da “Estrela”. Gostei do Eduardo Malta.”

- Gu.: “Gostei do pintor Degas. Gostei das bailarinas no palco que estão vestidas de branco e a que está encostada.”

- Ro.: “São bailarinas. Gosto da bailarina. Têm um vestido branco.”

- Gl.: “Gostei do senhor que pintou aquelas quatro pinturas, o Degas. Gostei das bailarinas que estão no palco e do Eduardo Malta.”

- R.: “Eu gostei da “Primeira Bailarina” porque é a mais importante. Gostei do Edgar Degas. É francês. Gostei da “Estrela” e das “Duas Bailarinas”. Também gostei daquela bailarina que está encostada à janela.”

- El.: “Gosto da “Estrela” e das “Duas Bailarinas”.”

- C. M.: “Gostei da “Estrela” porque gosto de azul. Gosto das “Duas Bailarinas” e das que estão a ensaiar.”

- T.: “Eu gosto das bailarinas que estão a ensaiar, da “Estrela” e da que está encostada a uma porta.” - Martim: “Eu gostei das bailarinas porque estão de azul e das outras, que estão a ensaiar.”

- Sl.: “Eu gostei do Edgar e da bailarina que está à porta, da “Estrela”, da outra e das que estão no palco.” 

Combinámos ver alguns vídeos de ballet e aprender alguns passos.

CBC às 13:22
| comentar | favorito

O Peso-cartaz

Já terminámos o cartaz sobre o peso. Colocámos tampas, uma tampa=1Kg.

IMG_20210322_103743.jpg

Depois comparámos.
- Gu.: “O meu peso é igual ao do Gl.”
- J.: “O meu peso é igual ao do Gl, do Gu. e da B. São 19. A Rt. pesa 24.”
- Gl: “O U. é o mais pesado.”
- Rt.: “O meu peso é 24.”
- Sl.: “O Sr. é mais pesado que eu. Eu tenho mais peso que o T.“
- Sr.: “A C. é a mais leve.”

IMG_20210416_114155.jpg

IMG_20210416_114515.jpg

IMG_20210416_114613.jpg

CBC às 13:09
| comentar | favorito
Sexta-feira, 9 de Abril de 2021

O Peso

Estivemos a pesar-nos para percebermos esta unidade de medida.
Conversámos sobre a balança e a unidade de medida que vamos usar para pesar, o kilo.
Depois cada um pesou-se e leu o seu peso.
A seguir fizémos um registo. Faremos depois um gráfico para comparar as pesagens de todos.

IMG_20210408_141222.jpg

IMG_20210408_141244.jpg

IMG_20210408_141404.jpg

IMG_20210408_141558.jpg

IMG_20210408_141637.jpg

IMG_20210408_141711.jpg

IMG_20210408_141804.jpg

 

IMG_20210408_141333.jpg

IMG_20210408_141511.jpg

IMG_20210408_141310.jpg

CBC às 16:17
| comentar | favorito
Terça-feira, 30 de Março de 2021

Trabalho de Texto

Sobre o texto do J.…

Os colegas fizeram-lhe perguntas para terem mais informações.
- “Porque é que comeste gelatina?” (Gb.)
- “Porque fui operado.” (J.)
- “A que é que sabia a gelatina?” (M.)
- “A morango e laranja.” (J.)
- “A que é que foste operado?” (Sr.)
- “Fui operado à garganta.” (J.)
- “Porque é que levaste o telemóvel e o tablet?” (Gb.)
- “Para ver e jogar.” (J.)
- “Que ferramentas é que o médico tinha?” (M.)
- “Aquilo para respirar...” (J.)
- “É aquelas máscaras para pôr o oxigénio?” (Rt.)
- “Sim!” (J.)
Depois escolhemos um título.
A seguir descobrimos letras e outras noções: quantas frases tem o texto, maiúsculas e minúsculas, entre outras.

IMG_20210330_102448.jpg

IMG_20210330_102600.jpg

IMG_20210330_103031.jpg

IMG_20210330_114532.jpg

CBC às 13:07
| comentar | favorito

"O Coelho Alberto"

 

sergei p.jpgSergei Prokofiev

 

O Coelho Alberto


O coelho Alberto disse ao neto
que era perigoso andar a passear
pois lá na selva há crocodilos
e os coelhinhos são um bom jantar.
Passo a passo o crocodilo avança
abre a boca e então…

O coelhinho não deu ouvidos
e pela selva foi passear
deu de caras com um crocodilo
e por pouco não foi…

Ai que susto, ai que susto
Eu nem sei do coração!
Ai que susto, ai que susto
Eu nem sei do coração!


A cabeça está tão quente
Que calor, ai que aflição!
A cabeça está tão quente
Que calor, ai que aflição!

Hoje o coelhinho diz aos outros
que é perigoso andar a passear
pois lá na selva há crocodilos
e os coelhinhos são um bom jantar.
Passo a passo o crocodilo avança
abre a boca e então…


Ouvimos o 3.º andamento da Sinfonia Clássica n-º1 de Sergei Prokofiev.
Depois aprendemos este poema de José Carlos Godinho e cantámo-lo de acordo com o ritmo da música.
Falámos sobre a música, o poema e o compositor.

- Gb., F.: “Havia o piano. Havia um crocodilo e um coelhinho. Era fofinho.”
- J.: “Havia um tambor. Gosto de aprender! Os coelhinhos são um bom jantar.”
- B.: “Havia o violino. Chama-se Prokofiev.”
- Gu.: “Foi lindo! O Prokofiev sabia fazer músicas muito bem! O crocodilo…passo a passo…ele avança. Quer comer…faz “crac”!”
- M.: “O coelhinho foi dizer aos outros que é perigoso andar a passear na selva.”
- Sr.: “Chama-se Alberto.”

Foi muito divertido!

CBC às 12:52
| comentar | favorito

Gráficos das Alturas

IMG_20210329_161505.jpg

Avaliação do Gráfico de Barras das Alturas

“A fita métrica serve para medir.” (vários)
~Sl: “A Ro. é mais alta que eu. Sou mais alto que a Rt..”
~Sr.: “A minha altura é maior que a do Rd. e mais pequena que a da El..”
~M.: “A minha altura é grande! Sou mais baixo que a El.. Eu, a B., o Gb. e a C. M. temos a mesma altura.”
~Gu.: “A Em. é mais alta que eu. A C. é mais baixa que eu.”
~Gb. : “Eu tenho a mesma altura que o M., a B. e a C. M. .”
~El. “Sou a mais alta.”
~Em.: “Eu pintei de vermelho. Sou mais alta que o M., a B. e o Gu.”
~F.:  “Tenho a mesma altura que o Rd. Sou mais alta que a C..”
~ C.: “Eu pintei de cor de rosa.”

CBC às 12:44
| comentar | favorito
Quinta-feira, 25 de Março de 2021

Gráfico das alturas....

...a ser preparado!!

IMG_20210324_142533.jpg

IMG_20210324_153216.jpg

IMG_20210325_113749.jpg

 

 

 

CBC às 16:32
| comentar | favorito

Os Ovos Misteriosos

Estivemos a ouvir esta história deliciosa.

Raac9aefaa235dfde17f6bdf87fd3b51e.jpg

Fizémos a seguir uma lista de palavras sobre a história e os nossos registos gráficos.


IMG_20210324_151840.jpg

 

CBC às 13:48
| comentar | favorito

Sala da Rute, Educadora de Infância, sonhadora, sempre à procura de mais e melhor


pesquisar

 

Abril 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
15
17
18
19
20
22
23
24
25
26
28
29

posts recentes

História: "Bojador, o fim...

Ballet

Bailarinas na Pintura

O Peso-cartaz

O Peso

Trabalho de Texto

"O Coelho Alberto"

Gráficos das Alturas

Gráfico das alturas....

Os Ovos Misteriosos

arquivos

Abril 2021

Março 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

tags

todas as tags