Segunda-feira, 5 de Julho de 2021

História: "Será o mar o meu lugar?"

Estivemos a ouvir esta história que nos fala de um saco que vai parar ao mar.

R.jpg

Comentários sobre a história
- Em.: “O menino pensava que o saco era lixo!”
- Gb.: “Ele foi engolido pela baleia. Depois foi por uma gaivota e uma tartaruga.”
- Gu.: “O Tomé era um saco. Um rapaz fez um papagaio com o Tomé. A baleia engoliu-o e sentiu-se mal. Deu-se uma explosão e o Tomé saiu disparado da barriga da baleia.”
- J.: “O Tomé foi engolido por uma gaivota. O Tomé estava no fundo do mar. A baleia e a tartaruga comeram o Tomé. A tartaruga engasgou-se com o Tomé e não conseguia respirar.”

lkkj.png

- C. F.: “O Tomé era um saco. O menino fez do Tomé um papagaio. Ele foi engolido pela baleia, pela gaivota e pela tartaruga. Ela não conseguia respirar.”
- B.: “O mar estava cheio de lixo.”
- Sr.: “A tartaruga engoliu o saco. O problema é que o saco estava no mar.”
- Gb.: “O lixo não pode ser atirado para o mar. Os peixes podem-se engasgar e morrer.”
- Gu.: “O lixo não pode ser atirado para o mar.”
- T.: “O lixo não pode ser atirado para o mar porque as baleias e os peixes podem ficar doentes.”

- C. F.: “Os peixes ficam doentes e morrem com o lixo no mar.”
- Rt.: “Não pode ser atirado lixo para o mar porque os peixes ficam doentes e não temos peixe para comer.”
- Sr.: “Se atirarmos lixo os peixes podem morrer.”
- M.: “Todos os animais marinhos podem morrer se as pessoas continuarem a deitar o lixo para o mar.”
- Gu.: “O saco quando fica velho tem que se deitar para o lixo e não para o mar.”
- Vários: “Temos que deitar os plásticos no contentor amarelo- o Plasticão.”

Depois estivemos a ver imagens na tela de artistas plásticos que fazem instalações e esculturas com plásticos retirados dos oceanos e que vão para o lixo, como Bordalo II.

kjkj.jpg

OIP9WGHSN7A.jpg

jggv.jpg

mjkh.jpg

Vimos também alguns vídeos sobre os plásticos nos oceanos. Conversámos sobre a poluição nos oceanos e sobre o problema dos plásticos  e decidimos também fazer alguma coisa para chamar a atenção para este problema.

- Gb.: "Podemos fazer uma tartaruga de plástico."

- M.: "E o mar com garrafas azuis."

- C.F.: "Ouvimos o som da água. Podemos fazer o som da água com sacos."

- F.: "Podemos fazer a imagem no teto com peixes."

- C.: "Podemos tentar fazer um gato."

- C. M.: "Tentar fazer borboletas com palhinhas."

- T.: "Podemos fazer um vídeo para mostrar aos pais a falar dos plásticos."

- Sm.: "Podemos fazer uma águia de plástico."

- J.: "Podemos fazer uma pintura."

- M.: "Arranjamos uns pneus para fazer um macaco."

- Gu.: "Podemos fazer uma baleia."

- Rt.: "Podemos fazer pessoas a deitar lixo para o mar e dizer num vídeo "não podemos deitar lixo para o mar."

CBC às 16:25
| comentar | favorito
Terça-feira, 8 de Junho de 2021

"À Conquista de Ceuta"

Estivemos a ouvir outra aventura dos marinheiros portugueses: “À Conquista de Ceuta”
Alguns comentários
~ “Havia uma luta entre os portugueses e os de Ceuta. O rei tinha medo de ir para o mar. Os filhos do rei tinham muita coragem” – Gb.
~ “Eles saíram e foram navegar para outra terra.” – J.
~ “O Nuno foi o primeiro a chegar à praia. Ele não parava de gritar. Ele pôs a bandeira de Portugal. Não parava de saltar. ” – C. M.
~ “O rei disse ao filho que iam navegar.” – F.
~ ”Conquistaram Ceuta!” – vários

R0b4c24d790a358d605a23be1cc46742d.jpg

~ “O rei era João.” – J.

Depois estivemos a ver dois vídeos de danças africanas como tínhamos combinado quando falámos da África.

Sobre as danças tradicionais africanas:
- “Têm escudos (T.), tocam tambor (vários), dançam a bater com os pés (Gu.).”

Dança%20Xigubo%20-%20A%20Dança%20dos%20Guerreiro

Depois vamos tentar aprender uma dança.

CBC às 08:51
| comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Setembro de 2020

História: Cinderela

Estivemos a ouvir uma versão desta história, um pouco diferente da habitual e, depois, conversámos sobre ela.

120064657_4636312816408924_9047076421708410271_n.j

- “A Cinderela casou com o príncipe. A mãe morreu há muitos anos.” Gb.

deco1.png

- “A Cinderela foi ao baile. Apareceu a luz, lá na cozinha. Era uma fada.” C. M.
- “O príncipe chegou ao baile.” J.
- “A madrasta tinha duas filhas. A senhora que apareceu à Cinderela disse-lhe para ela ir buscar 1 alho francês, 4 ratinhos e 2 pirilampos. Quando ela desceu as escadas deixou cair um sapatinho de cristal. A fada disse para ela sair antes da meia noite.” Rt.

3d39c5de3bbd1b1527d90c5e6ef95729.jpg

- “A madrasta tinha 2 filhas. O príncipe Rodolfo casou com a Cinderela. Quando ela desceu as escadas do baile perdeu o sapatinho de cristal.” Gu.
As irmãs da Cinderela chamavam-se Elvira (Sl.) e Efigénia (vários). A fada transformou as coisas num … carro (B.).

CBC às 16:21
| comentar | favorito
Segunda-feira, 22 de Junho de 2020

O Milagre das Rosas

Como a R. esteve a falar da Rainha Santa, na semana passada, e se aproxima o dia da Cidade, 4 de Julho dia da Rainha Santa Isabel, estivemos a ver dois filmes sobre o “Milagre das Rosas”.
Depois de conversarmos sobre os filmes decidimos fazer um teatro sobre esta história.
Decidimos também fazer umas bonecas sob o tema da Rainha Santa Isabel.

e21f487089a8cc944ef5e9d739df6ac1.jpg

Rainha Santa.jpg

 

CBC às 12:41
| comentar | favorito
Terça-feira, 28 de Maio de 2019

A Melrita

Estivemos a ouvir esta história fantástica. No fim estivemos a relembrar quantos melritos foram comidos e a fazer as contas....

A-melrita-Pt300.jpg

 

O que escutámos:

- M.: "A melrita estava triste porque apareceu a raposa."

- Rt.: "O ovo estava grande. Tinha 5 filhos."

- F.: "Os passarinhos estavam dentro dos ovos. A raposa comeu 4."

-  T.: "A raposa  comeu os passarinhos."

-B. F.: "A raposa apareceu e comeu os melrinhos."

- Em.: "A raposa comeu o melrinho."

- C. F.: "A raposa comeu os filhos. Quatro melrinhos! A melrita ficou com 1 filho."

- D.: "Comeu 4 melritos."

- C. M.: "A melrita tinha os filhos. Já tinham nascido!"

- G.: "A raposa comeu..."

 

CBC às 14:35
| comentar | favorito
Terça-feira, 5 de Fevereiro de 2019

Histórias de Amor

Histórias de amor para sonhar....

500x.jpg

O que gostámos mais:

     “Estava a chover em cima do monstro.” M.
 “Havia um monstro.” J.
 “O monstro não encontrou nada.” A.
 “Ele encontrou uma pessoa, um monstro.” C. M.
 “O monstro encontrou uma amiga.” C. F.
 “O monstro saiu de casa.” R. C.
 “O monstro foi à procura de uma amiga.” Sl.
 “O monstro ficou feliz.” B. F.
 “O monstro encontrou uma namorada.” R.

   “O monstro encontrou uma miúda!” Gb.

o-sapo-apaixonado-s-imagens-1-638.jpg

O que gostámos mais:

      “O sapo estava a saltar, caiu e apareceu a pata.” St.

 “O sapo estava em casa.” J.
 “O sapo ia casa com a pata. Estavam a andar de barco.” C. M.
 “O sapo caiu e magoou-se.” Gb.
 “O sapo foi para casa da pata.” R. C.
 “O sapo estava triste.” Sl.
 “Gostei do sapo. Ele estava a saltar.” T.
 “Ele estava a andar de barco com a pata.” M.
 “O sapo estava a ir para casa dele. O sapo saltou.” R.

     “O sapo apaixonou-se pela pata. É ter amor!” C. F.

 

CBC às 15:03
| comentar | favorito (1)
Segunda-feira, 11 de Setembro de 2017

Histórias e teatros é às segundas!!!

Já fizémos a nossa agenda semanal e pusemos as histórias e teatros às segundas-feiras!! Vê a nossa nova agenda na escada e, amanhã, os nossos trabalhos e apreciações sobre a história.

 

Histórias para sonhar.

Resultado de imagem para história A procura do ó-ó perdido

CBC às 17:04
| comentar | favorito
Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2017

História do Corpo Humano

Ontem a Jenni e a Jessi contaram-nos  uma história muito gira e interessante sobre o corpo humano.

Fomos vendo os orgãos e percebendo em que local estão no nosso corpo.

Depois também pudemos experimentar.

IMG_1330.JPG

 

IMG_1333.JPG

 

CBC às 14:30
| comentar | favorito

Sala da Rute, Educadora de Infância, sonhadora, sempre à procura de mais e melhor


pesquisar

 

Julho 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
18
19
20
21
22
23
25
26
27
29
30
31

posts recentes

História: "Será o mar o m...

"À Conquista de Ceuta"

História: Cinderela

O Milagre das Rosas

A Melrita

Histórias de Amor

Histórias e teatros é às ...

História do Corpo Humano

arquivos

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

tags

todas as tags